Quem sou eu

Minha foto
Além de algo mais sério, entre o riso e a cerveja.

terça-feira, 16 de março de 2010

JukebUÓx

Domingo... churrasco de família.
A minha família não sabe deixar o copo dos outros vazio.
Foi normal até eu me encontrar com uma velha gorda que virou minha fã! Ela ficava dizendo que eu era uma pessoa boa, que eu não deveria ligar para os outros, que eu tinha metas traçadas na minha e o que era meu estava guardado...
A minha família é espírita cardecista - a maior parte dela -... mas essa mulher não era nem da minha família. Aliás eu nem sei de onde ela é!
Ela ficava me elogiando e minha mãe cochichando comigo "Gente, quem é essa cigana maluca?" e eu respondia "Ai, gata! Sei lá. Ela tá me elogiando, deixa!"

Sei que o Candy havia me avisado pelo MSN da Jukebox.. E eu fiquei animado e acabei indo e arrastando um pessoal pra lá também.
Meu Deus! Cheguei e caia um temporal bizarro.
Eu e minha irmã fomos correndo pra lá. Ficamos completamente enxarcados, mas eu não estava nem ligando.
Cheguei meio bêbado da festa anterior.
A Jukebox cheia, fila quilométrica para se comprar uma cerveja. O que fiz? Dei todo meu dinheiro pro meu namorado e pedi para ele comprar tudo em cerveja... Tudo bem, tudo bem: ele pagou beeeem mais que eu [eu acho].
Sei que minha alma saiu do meu corpo na festa.
Eu fui no banheiro e consegui enxergar na privada o Bob Marley como se fechasse os braços fazendo um "O".
Dancei horrores. Vi meu namorado dando a maior pinta da vida dele e ri muito!
A música da pista eletrônica era ótima. Da pista pop, para se ter noção, tocava Stephany quando cheguei.
Sei que sem entender muita coisa que acontecia, eu passei da pista eletrônica para a pop e vi muita, mas muita gente feia dançando de formas muito esquisitas. Parecia um rito tribal, sei lá.
Uma das pessoas mais bizarras que eu vi a noite toda foi um menino [que eu não faço a mais remota ideia de onde saiu] que vestia uma bermuda quadriculada, uma camisa listrada na vertical, era gordo, cabeça raspada, usava um boné e tinha uma franjinha loira! Cara, sério! A pessoa não contente em ter tantos adjetivos negativos ainda usa uma roupa dessa?

Sei que na hora de ir embora ainda chovia muito. Ficamos no ponto de ônibus [eu, meu namorado e minha irmã], na chuva, esperando... Passou um que saltava uns 5 minutos da minha casa. Achamos que era muito longe e não pegamos. Depois esperamos mais, e mais e mais e mais... Não aguentamos esperar e pegamos um táxi para saltarmos na rodoviária, pois lá, teoricamente, passaria mais ônibus. O taxista ofereceu levar a gente para minha casa por trinta reais e achamos muito caro. Saímos do táxi e esperamos num lugar mais perigoso do que antes, na chuva - ainda. Passou um ônibus. Meu namorado perguntou: "Vai para a A.?" e o motorista: "Não, para o Centro" e ele "Ah, então deixa"...
Ai paramos pra pensar: CARA! SOMOS UNS IMBECIS!
Por que?
Bem, segue a lógica: Primeiro passou um que nos deixava 5 minutos de casa e não pegamos pois iríamos ficar num lugar perigoso [oi? Saltamos de madrugada no Centro do Rio. Isso sim é perigoso!], depois o táxi ofereceu nos levar por trinta reais até a porta de casa [cara! De onde estávamos até o Centro deu 7 reais! Tava muito barato o preço dele e no total gastamos um pouquinho menos de trinta reais para chegar em casa], depois dispensamos um ônibus que iria nos deixar no Centro de Nit pois esperávamos o 100 [tipo, o 100 deixa a gente no Centro de Nit!!!!!]... fora que do Centro de Nit. ainda pegaríamos outro ônibus para chegar em casa.
Ou seja: Não deixem eu ou meu namorado ditarmos como chegaremos em casa quando estivermos bêbados.
Demoramos duas horas para chegar em casa!!!!!!

Mas fora isso a noite foi excelente ;)
Só não lembro exatamente de tudo.... rs

11 comentários:

  1. q bom q aqui eu q guiava vcs né?
    kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Ainda bem MESMO!!!!! kkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Nossa!
    que legaaal.
    Eu queria tanto ter ido pra Juke, seria bem divertido. hahaha!
    Tô seguindo.

    ResponderExcluir
  4. Ai, eu acho que também vi essa moneti estranha e gorda que você citou hein. Mas é o jeito, ignorar e se divertir. xD Bjooos!

    ResponderExcluir
  5. Sabe, você é feliz.

    E que tipos de elogios lhe faziam a cigana maluca?

    ResponderExcluir
  6. Nossa, vcs estavam cegos e mudos neh?
    Hahahahaha
    Porque ninguem sabia como chegar, e ainda ficaram no lugar perigoso rs!!!

    Meuu DEUSSSSSSSS..!!!

    na prox, anda com guia antes de sair de casa
    kkkk...

    Adoro teu blog!
    rio por demais rs

    Umbeijao!

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. não lembrar é que faz ser divertido. hehe. bjunda!

    ResponderExcluir
  9. hahaha...so vc...kaopaka
    comedia e ainda bebum...

    ri ate qndo vc falou q sua familia nao sabe deixa os copos dos outros vazios...mas puxo qm????hahahahha

    abrasss

    ResponderExcluir
  10. Vi bastante gente bizarra nas férias... Confesso que estou com saudades até do pessoal bizarro, hahaha. Tô de volta, abraço.

    ResponderExcluir

"frente a uma sociedade e uma linguagem reificadas, o indivíduo afirma dolorosa, agressiva ou humoristicamente sua diferença"
Theodor Adorno